Hábitos alimentares saudáveis

Ser cheinha saudável é muito importante. O aumento do sobrepeso é preocupante e as pessoas não estão conscientes disso. As dietas malucas podem deixar mais leve em menos tempo, mas a custo de altas taxas de colesterol e privação da quantidade mínima de energia de que precisamos para enfrentar um dia. Não precisa ser magra, mas precisa deixar o sedentarismo, e saber o que comer para não ter problemas no futuros como: coração, diabetes. A reeducação alimentar é um processo de aprendizagem e mudança de comportamento. Comece com pequenos passos, como a inclusão de uma salada nas refeições ou um lanche mais leve durante a tarde.

  • Preparar a refeição: preparar as próprias refeições tende a manter uma dieta mais saudável e menos calórica;
  • Priorizar o básico: apostar nos alimentos naturais é uma saída para garantir uma dieta balanceada;
  • Eleja uma dieta: que adote um estilo alimentar com o consumo de frutas, hortaliças, cereais e peixes;
  • Abasteça a despensa: a cada 15 dias com alimentos leves e saudáveis;
  • Reduza o consumo de carne: abolir a carne por apenas um dia da semana diminui em 15% os níveis de gordura saturada do organismo. Quem consome carne bovina ou suína diariamente tem 35% mais chances de desenvolver câncer de intestino grosso;
  • Saboreiem os alimentos: mastigue devagar e repouse os talheres a cada garfada: é preciso apreciar a comida, sentir todos os sabores do prato;
  • Coma a cada três horas: isto evita uma queda brusca da glicose no sangue e a fome incontrolável, além de manter o metabolismo acelerado;
  • Pare de comer quando estiver saciado: ouvir o corpo é essencial;
  • Movimente-se: suba escadas, ande, alongue-se;
  • Mente e corpo estão ligados: se você se alimentar pensando em engordar, seu metabolismo entenderá que é isso que você quer que aconteça.

Algumas substituições alimentares às vezes não surtem os efeitos desejados.

  • Óleo ou azeite: o azeite é rico em antioxidantes, minerais, vitaminas e em ácidos graxos. Para preservar seus benefícios, o azeite precisa ser consumido a frio;
  • Pão integral ou pão branco: a calórica é a mesma, mas o pão integral tem maior quantidade de nutrientes e fibras que ajudam a manter a sensação da saciedade por mais tempo;
  • Açúcar ou adoçante: o uso excessivo dos adoçantes artificiais podem agravar algumas doenças e fazer com que as suas substâncias acumulem-se nas células. Opte pelas versões naturais. Já o açúcar mascavo possui mais nutrientes. Adoçar bebidas e alimentos com mel também pode ser uma boa opção;
  • Margarina ou manteiga: a margarina, feita da gordura vegetal, apresenta menos calorias. A manteiga é de origem animal, composta por 100% de gordura saturada e colesterol. A melhor opção é a versão light;
  • Presunto ou peito de peru: o presunto oferece um combinado de malefícios para o corpo, contém o dobro de calorias. O ideal é não abusar nem do peito de peru e nem do presunto. Substitua por geleia natural, ricota e requeijão light.

Dicas para a compra:

  • Prefira os vegetais da época: são mais baratos e nutritivos;
  • Tomate: quanto mais vermelho maior é a concentração de licopeno, uma substância que combate os radicais livres;
  • Cebola roxa: contém antocianina, um pigmento que afasta doença cardíaca, dificulta o acúmulo de gordura e previne o colesterol;
  • Espinafre e alface: prefira o maço de espinafre e o pé de alface inteiro, porque apesar de práticas, as higienizadas são menos nutritivas e saborosas;
  • Alcachofra: mais rica em antioxidantes do que o brócolis, berinjela e pimentão;
  • Compre pelo menos uma hortaliça crucífero: repolho, rúcula, couve-flor e couve-manteiga, que além de vitaminas, minerais e fibras, reúne compostos bioativos capazes de prevenir vários tipos de câncer.
 Vale a pena tentar mudar os hábitos alimentares. Tente e se não conseguir procure uma nutricionista.

 

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!