Ressaca

Ressaca ocorre quando há uma intoxicação no corpo por conta de muita bebida alcoólica. É uma reação natural do nosso organismo. Para processar todo o álcool ingerido e eliminá-lo, vários órgãos do corpo tem que trabalhar bastante, acima do que aconteceria se não houvesse álcool. Cerca de 20% das pessoas são resistentes à ressaca e não sentem nenhum sintoma.

O que acontece com o corpo:

  • Cabeça: o excesso de álcool mexe com a produção de vasopressina, um hormônio que controla o equilíbrio de líquidos do seu corpo. É desidratação. Também desequilibram as citocinas, proteínas que regulam a imunidade e a inflamação, o que pode causar dores agudas. Se escolher uísque, em vez de vodca, sua cabeça pode doer ainda mais. Bebidas mais escuras contêm mais congêneres, substâncias químicas presentes durante o processo de fermentação que contribuem para a ressaca;
  • Fígado: o órgão só consegue fazer o detox de um drinque depois de hora. Não acabe com seu fígado tomando um comprimido de paracetamol, fica ainda mais debilitado. Esse fármaco está muito associado à lesão de fígado e o álcool também o compromete. A associação pode causar insuficiência hepática;
  • Estômago: qualquer tipo de drinque alcoólico irrita o estômago. Como a maioria das drogas, o álcool, quando tomado com frequência e em grande quantidade, desencadeia mais sintomas como: tremedeira, suores e ansiedade;
  • Níveis de energia: o álcool atrapalha os ciclos de sono do cérebro. O álcool faz a pessoa dormir rapidamente, mas fragmenta o sono, não completando o ciclo todo. O ideal é que exista o intervalo mínimo de duas horas entre a ingestão da bebida e o momento de ir para a cama.

Dicas:

  • O etanal é uma toxina gerada pela reação do álcool no corpo humano. Pode causar dores de cabeça, náuseas e tontura. Por isso, não há nada melhor do cisteína encontrada em ovos, brócolis, pimenta, cebolas e gérmen de trigo. Este aminoácido é responsável pela eliminação de boa parte do acetaldeído, sendo responsável pela aceleração no processo da cura da ressaca;
  • O álcool faz com que os seres humanos urinem muito mais do que o normal. Devido ao fato de as bebidas alcoólicas serem muito diuréticas, é comum que os nutrientes do corpo sejam eliminados junto com a urina. O potássio é um dos que mais são eliminados, por isso é de suma importância que as pessoas com ressaca comam alimentos ricos em potássio. A falta de potássio pode causar alguns problemas no sistema nervoso e muscular, por isso ingerir bananas, batatas chips e suco de laranja pode ser uma ótima ideia;
  • Quando ingerimos álcool, o glicogênio é transformado em glicose e logo depois é eliminado do corpo pela urina. Por isso é muito comum a sensação de total cansaço após bebedeira. E uma das maneiras mais simples de recuperar as reservas de energia é por meio da frutose. A frutose acelera o processamento do álcool pelo corpo;
  • Junto com o potássio, o sódio é eliminado em grandes quantidades pela urina. Ingestão de isotônicos é uma ótima alternativa, mas água de coco pode ser ainda melhor;
  • Como o álcool faz com que as pessoas urinem mais do que o normal, existe uma grande perda de água. Por isso, o corpo tenta se reidratar roubando água do cérebro, que acaba ficando um pouco menor do que o normal. Para fazer com que isso seja amenizado: água, muita água. O líquido é capaz fazer com que seu corpo seja reidratado, além de permitir que o cérebro volte a trabalhar das maneiras corretas.

Não exagere nas baladas!!!!

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!