Livre-se das cãibras

Já aconteceu de você estar no sono profundo e, durante a noite, ser acordado por uma dor muito forte e insuportável no pé? Ou então, estar nadando com os amigos em um belo dia ensolarado, quando, de repente, começa a sentir aquela dor terrível na coxa? Pois é, a cãibra não escolhe o momento e nem o local para se manifestar. Mas quando isso acontece, pode ser um alerta de que o corpo está precisando de alguns cuidados.

Essas dores ocorrem justamente no momento em que a musculatura se contrai de forma súbita e involuntária. Se essa movimentação acontecer de uma maneira rápido, é chamada de espasmo; se a dor é mais intensa e duradoura, de cãibra. Ambos podem atingir qualquer parte do corpo, sendo mais freqüente na panturrilha, anteriores e posteriores da coxa, pés, mãos, pescoço e abdome.

As causas variam bastante e entre as principais estão o uso exagerado da musculatura ou a falta de minerais. O personal trainer Fábio Aquini explica que as maneiras mais eficazes de evitar ou combater a cãibra são a hidratação, alimentação balanceada e, principalmente, exercícios de alongamento durante o dia.

O profissional também explica que, em alguns casos, quando a cãibra persiste, é necessário procurar um especialista. “Não existe uma freqüência indicatória para ser considerado normal ou não. Caso elas incomodem muito ou ocorram de uma maneira persistente, é hora de procurar um médico para fazer uma avaliação.

Causas da Cãibra

Desidratação: como o corpo humano é composto por cerca de 70% de água, boa parte do funcionamento corporal exige a presença desse elemento. A contração e o relaxamento dos músculos e tendões ficam mais fáceis. Com a falta do líquido, os espasmos aparecem.

Baixas temperaturas: em um clima muito frio, água muito gelada pode fazer com que nossa musculatura fique contraída, causando espasmos nas fibras musculares.

Uso exagerado dos músculos: é comum em atletas que utilizam certas musculaturas para a prática do esporte. Isso pode ocorrer durante ou depois do esforço físico, por passar muito tempo desenvolvendo o mesmo movimento.

Carência de sais minerais: a falta de alguns nutrientes, como potássio, cálcio e magnésio, pode facilitar a existência de cãibras. Algumas pessoas que perdem bastante líquido ou utilizam algum medicamento que seja diurético também podem ser mais propícios a espasmo da musculatura.

Outras causas: Pessoas com algum distúrbio hormonal, pacientes com diabetes, anemia, grávidas, insuficiência renal e doença de tireóide estão mais propícios a sentirem cãibras.

Mito ou verdade

 É comum comentar com algum amigo ou parente sobre a cãibra e, como resposta, ouvir que é preciso comer mais banana. E isso é verdade. “A fruta é rica em potássio e se a causa dessas dores for justamente a falta desse nutriente, a banana ajudará sim”, explica Fábio. No entanto, a causa pode ser outra, como falta de cálcio ou de água no organismo. Sendo assim, ingerir a fruta não vai ajudar. Por isso, é importante procurar um médico e saber o que o corpo está necessitando realmente.

Fonte: Revista Weekend.

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!