Estrias X Celulite

Estrias:  são áreas irregulares da pele que se parecem com faixas, listras ou linhas. São vistas quando uma pessoa cresce ou ganha peso rapidamente ou tem determinada doença ou gravidez. Atingindo mais as mulheres, pode estar presente em qualquer parte do corpo, mas sempre atacam as áreas mais femininas, como bumbum, seios e barrigas. Para cada lugar e tipo de estria é indicado um tratamento. Até mesmo a prevenção é difícil, devido aos vários fatores que podem provocar as estrias. Elas também podem estar associadas ao uso prolongado de compostos de cortisona, diabetes, e pós-gravidez. Uma marca que incomoda homens e mulheres, que se forma quando a pele é excessivamente estirada, ultrapassando sua capacidade de distensão. As estrias avermelhadas são as mais recentes tendo essa coloração devido ao rompimento sanguíneo. Os tratamentos iniciados nessa fase têm melhores resultado, pois as células continuam vivas e com maior capacidade regenerativa. Já as brancas são consideradas as mais antigas. Essas estrias são de cor branco acinzentado, pois a melanina não é mais produzida onde as fibras se rompem. Também apresentam uma diminuição acentuada da espessura da pele, formando uma depressão, tipo uma cicatriz.

Como evitar: a prevenção é a melhor forma de tratamento. Como? Hidratando e nutrindo a pele ao máximo para garantir sua elasticidade e impedir a ruptura de suas camadas internas. Evitar roupas apertadas é uma maneira de evitar estrias. Praticar exercícios físicos regularmente, evitar engordar e emagrecer repentinamente e a preferência por alimentos saudáveis são fundamentais para evitar estrias.

Tratamentos e Novidades: o tratamento com ácidos, peeling, é um dos mais comuns para a eliminação das estrias. Eles estimulam a formação de tecido colágeno, melhorando seu aspecto. Mesmo que cada caso seja diferente do outro. Pode haver descamação e vermelhidão e a concentração ideal para cada caso deve ser definido pelo dermatologista, de acordo com o tipo de pele. Há também a mesoterapia, esse tratamento pode ser aplicado nos dois tipos de estrias.  O laser é um tratamento mais moderno e indicado para as estrias avermelhadas, provocando o fechamento dos pequenos vasos. O laser promove a formação de novo colágeno, com diminuição do tamanho das estrias recentes ou antigas.

A celulite é um problema estético que incomoda muito e acaba com a autoestima de qualquer mulher. Ocorre em 90% das mulheres logo após a adolescência e raramente acontece nos homens. Ao contrário do que se diz, a celulite não está relacionada com a obesidade. Aparece em pessoas obesas, normais e magras.

Celulite: é causada pelo aumento do tecido gorduroso sobre a pele. Este processo acarreta alterações na micro-circulação e consequente aumento do tecido fibroso. Pode-se descrever a celulite como bolsas de gordura acumuladas por baixo da pele causando covas nas ancas, coxas, nádegas e abdome. É uma degeneração do tecido gorduroso com deficiência de circulação. A gordura localizada é uma predisposição individual ao acúmulo de gorduras. Para ajudar as mulheres que querem se livrar da pele com aspecto de casca de laranja, os tratamentos de combate à celulite estão cada vez mais modernos. A escolha do procedimento mais adequado depende do grau da celulite.

Através de uma alimentação balanceada você pode prevenir e potencializar os tratamentos para eliminação da celulite. Para início, é recomendada uma desintoxicação no organismo. Depois disso, o essencial é adquirir hábitos alimentares saudáveis.

  • Beba muita água, pois estimulará o bom funcionamento dos rins e do sistema linfático, eliminando as toxinas e líquidos acumulados.
  • Inclua fibras na alimentação. Elas reduzem a fome e fazem o intestino funcionar, ajudando a limpar o organismo.
  • Evite o sal, doces, gorduras, frituras, refrigerantes, café e todos os alimentos que sobrecarregam o organismo com toxinas.
  • Diminua a quantidade de carboidratos e substitua os alimentos comuns pelos integrais.
  • Evite comer alimentos pesados à noite, principalmente carboidratos. Como neste período diminuímos o ritmo biológico, gastamos menos calorias e, por consequência, os excessos viram depósitos de gordura imediatamente.

Existem 4 Graus de celulite

  • Grau 1, a celulite é considerada leve e os furinhos não são visíveis. Como ela ainda está no começo e é interna, as alterações só podem ser percebidas ao contrair ou apertar a pele. Quem está nesse grau, pode usar um creme específico ou fazer sessões de drenagem linfática, uma massagem que estimula a circulação e a eliminação de líquidos e toxinas do organismo. Outra opção é o ultrassom que emite vibrações de baixa frequencia para ativar a circulação e eliminar o excesso de líquidos.
  • Grau 2, a celulite é moderada. A pele tem aspecto acolchoado e os furinhos já são aparentes, mesmo sem contrair a região.
  • Grau 3 eles já são bem visíveis, a pele fica áspera e inchada, é possível sentir os nódulos ao apalpar a região. Os procedimentos mais indicados são a massoterapia, feita com aplicação de injeções com substâncias que intensificam a eliminação de gordura, ou a carboxiterapia aquecida com aplicações de injeções de gás carbônico quente para melhorar a circulação na região.
  • Grau 4, está no seu estágio mais grave, com nódulos profundos e muito visíveis, que podem causar dores. Para tratar é preciso recorrer aos tratamentos mais radicais e até mesmo intervenções cirúrgicas.

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!