Fibromialgia

É uma síndrome crônica caracterizada por queixas dolorosas neuromusculares difusas e pela presença de pontos dolorosos em regiões anatomicamente determinadas. Outras manifestações que acompanham também as dores são a fadiga, as perturbações do sono e os distúrbios emocionais. Alguns doentes queixam-se de perturbações gastrointestinais.

Causas: ainda são desconhecidas, mas existem fatores que estão associados a esta síndrome. Parece haver um vínculo com a regulação de determinadas substâncias do Sistema Nervoso Central: serotonina e noradrenalina. Sabe-se que os níveis de serotonina são mais baixos nos portadores da doença e que desequilíbrios hormonais, tensão e estresse podem estar envolvidos em seu aparecimento.

  • Genética;
  • Infecções por vírus;
  • Doenças autoimunes;
  • Distúrbios do sono;
  • Sedentarismo;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Lesões repetitivas;
  • Eventos traumáticos: como acidente de carro;
  • Artrite reumatóide;
  • Coluna vertebral;
  • Hipotiroidismo;
  • Lúpus Eritematoso Sistêmico.

Sintomas:

  • Dor generalizada e recidivante;
  • Fadiga;
  • Falta de disposição e energia;
  • Alterações do sono que é pouco reparador;
  • Síndrome do cólon irritável;
  • Sensibilidade durante a micção;
  • Cefaleia;
  • Dificuldades cognitivas;
  • Problemas de memória e de concentração;
  • Dormência e formigamento nas mãos e nos pés;
  • Palpitações;
  • Redução na capacidade de se exercitar;
  • Distúrbios emocionais e psicológicos.

Principais pontos de dor:

  • Atrás da cabeça;
  • Ombro;
  • Costas;
  • Vértebras cervicais;
  • Parte de trás do joelho;
  • Trocanter, área onde o fêmur se encaixa na bacia;
  • Glútea;
  • Região externa do cotovelo.

Em 90% dos casos, a doença atinge as mulheres.

Tratamento:

O tratamento é feito com uma equipe multidisciplinar, com um reumatologista, um fisioterapeuta e um psicólogo ou psiquiatra. Pode ser feito com medicamentos, fisioterapia,  ou de forma natural com terapias alternativas, como aromaterapia, psicoterapia ou acupuntura. Não existe cura fácil ou rápida para fibromialgia. Também é importante evitar álcool, cigarros e cafeína.

Fibromialgia

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!