Insegurança

É um sentimento de mal-estar geral ou nervosismo que pode ser desencadeado por um senso de incapacidade ou instabilidade que ameaça a própria auto-imagem ou ego. A insegurança está geralmente enraizada nos anos de infância e tem muito efeito na vida da pessoa. Existem muitos níveis e quase sempre causa algum grau de isolamento. Quanto maior a insegurança maior o grau de isolamento. A insegurança pode ajudar a causar  timidez, paranóia  e retraimento social.

Identificação da insegurança:

  • Sentir incapaz de realizar uma tarefa mesmo tendo todo o conhecimento necessário para tal;
  • Nunca se dá a oportunidade de testar sua própria capacidade;
  • Existe uma crença de que não consegue;
  • Quando adia interminavelmente as coisas, dizendo que depois faz, e nunca faz;

O que gera insegurança é o medo:

  • De ser rejeitado;
  • Que as coisas não deem certo;
  • De ficar só;
  • De ficar pobre;
  • De ficar desempregado.

Como superar a insegurança:

  • Autoanálise: é importante descobrir a origem do sentimento da falta de segurança. Identificar isso pode ajudar na superação;
  • Autoimagem: tem muito a ver com o conceito que a pessoa faz de si mesma, de sua autoimagem tanto física, quanto psicológica;
  • Reverta a situação: pense no que poderia fazer para ser uma pessoa mais confiante. Encontre maneiras de sentir que você tem capacidade e pode realizar o que deseja;
  • Autoestima: respeite seus limites, mas busque sempre ultrapassá-los. Não se permita a autodepreciação e aja de acordo com as suas convicções;
  • Não busque aprovação alheia: não é possível viver pensando no que os outros irão dizer. Não espere que outras pessoas reconheçam isso. O importante é o seu próprio reconhecimento.
  • Pensamentos positivos: valorize as coisas positivas da vida e não alimente ideias obscuras. Veja o mundo com mais tolerância e compaixão. Afaste pensamentos negativos;
  • Conviva com as pessoas: é muito importante não se isolar, é imprescindível conviver com quem se ama;
  • Não se omita: manifeste suas opiniões e vontades. Valorize suas potencialidades e as aplique;
  • Cuide se suas carências: não espere que outra pessoa satisfaça você. Busque isso em você mesmo;
  • Aprenda com os seus erros: seja complacente com você mesmo, ninguém acerta sempre. O importante é usar os erros para crescer através desse aprendizado;
  • Ria de você mesmo: não se pode levar tudo tão a sério. É possível ser mais feliz levando problema e dificuldade com bom humor;
  • Pratique a objetividade: se estiver sentindo que não vai conseguir fazer algo, saia da sua pele por um momento e imagine que é uma pessoa completamente diferente. Você terá sucesso se mantiver isso em mente;
  • Escreva seus medos: escreva tudo que está lhe assustando e todos os fatores que fazem você achar que não vai conseguir realizar o que quer. Tire algum tempo para pensar qual é a raiz de seus medos;
  • Lembre-se do sucesso que já conseguiu: pense bem em todas as vezes em que se saiu muito bem. Pense nas realizações ou em situações aleatórias em que fez um grupo de pessoas rir devido ao seu senso de humor. Quanto mais situações positivas lembrar, mais ficará confiante de que outras virão no futuro;
  • Lembre-se das qualidades positivas: para se manter seguro, você precisa de ter as qualidades positivas bem na sua frente. Pessoas inseguras tendem a se concentrar apenas nas piores partes de si mesmas, o que faz se sentirem infelizes com quem são;
  • Converse com você mesmo de maneira positivo: se estiver sempre pensando que é um perdedor, um fracassado ou que não consegue fazer nada direito, estará fadado a se sentir dessa forma para sempre;
  • Reflita sobre por que diz “não” para si: comece a dizer sim com mais frequência, tente explorar o que pode acontecer se você disser sim;
  • Procure apoio psicológico: nem sempre é possível conseguir autoconfiança sem apoio psicológico.

Tratamento: a psicoterapia para insegurança busca o desenvolvimento de habilidades específicas, de acordo com cada caso, que auxiliam e ajudam a pessoa a alcançar suas metas e objetivos. O psicólogo é o melhor profissional para apoiá-lo e auxiliá-lo neste processo. Como resultado da psicoterapia, a pessoa aprende a se conhecer melhor, a reconhecer suas habilidades e capacidades, aumenta a segurança em si mesmo, se sentindo bem e disposto para enfrentar novas situações e desafios em sua vida.

 

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!