Inseminação X Fertilização

Inseminação artificial ou inseminação intrauterina: é uma técnica que consiste na introdução do sêmen dentro do colo do útero ou no fundo do útero perto do momento da ovulação, facilitando assim a união dos gametas para a formação do embrião. No Brasil já existe desde a década de 1970. Os espermatozoides são  previamente recolhidos e processados, com a seleção dos espermatozoides morfologicamente mais normais e móveis.

Indicação: é indicada em casos mais simples de infertilidade. Quando a mulher tem algum problema com o ciclo natural de ovulação. A função ovariana e tubárea preservadas, mas o colo uterino dificulte a entrada dos espermatozoides, ou quando existem discretas alterações no sêmen, que comprometem a habilidade de se mover espontaneamente.

Chances de gestação:

  • 20 a 25 anos: 35%;
  • 26 a 30 anos: 30%;
  • 31 a30 anos: 20%;
  • 36 a 39 anos: 10%
  • 40 a 41 anos: 5%
  • Depois dos 41 anos: difícil.

Procedimento:

  • Indução da ovulação: deve utilizar medicamentos, com o objetivo de produzir folículos ovarianos que contenham os óvulos a serem fertilizados. Quando os folículos estiverem bem desenvolvidos, administra-se uma medicação para programar e induzir a ovulação, passo crucial para o sucesso do tratamento;
  • Preparo do sêmen: coleta-se o sêmen algumas horas antes, que é enviado ao laboratório para processamento;
  • Inseminação intrauterina: a paciente é colocada em posição ginecológica e injeta o concentrado de espermatozoides através de uma fina cânula para a cavidade endometrial. O procedimento é rápido e deverá permanecer em repouso por cerca de 15 minutos.

Risco: é uma técnica com baixíssimos riscos para a mulher.

Contraindicação: Não existem contraindicações do tratamento, mas, como na inseminação artificial, são ministrados os hormônios FSH e hCG e a mulher deve estar apta a recebê-los. Deve ser avaliado as chances de Síndrome de hiperestimulação ovariana.

Fertilização In Vitro: é uma técnica que consiste na coleta dos óvulos e o sêmen para que a fecundação seja feita em laboratório e depois na transferência desses embriões de volta para o útero materno. No Brasil foi trazido em 1984, resultou no nascimento do primeiro “bebê de proveta”. Para realização desta técnica são usados medicamentos hormonais para promover o crescimento dos folículos e o sêmen é processado e selecionados.

Indicação: é indicada para obstrução tubária, redução do número, motilidade do espermatozoide, endometriose severa, infertilidade sem causa aparente e fator imunológico, após realização de 3-6 ciclos de inseminação intrauterina, sem resultado de gravidez.

Chances de gestação:

20 a 25 anos: 70%;

26 a 30 anos: 60%;

31 a 35 anos: de 40% a 45%;

36 a 39 anos: 20%;

40a 41 anos: 10%

Depois dos 41 anos: 5%

Procedimento:

  • Indução da ovulação: estimulando através de medicação o crescimento e a maturação;
  • Coleta dos óvulos: punção guiado pelo ultrassom transvaginal e a coleta do espermatozoide é realizado no mesmo dia;
  • Fertilização: existem duas técnicas para a fertilização. 1° técnica: seleciona os melhores óvulos e espermatozoides são colocados em um mesmo meio, para que ocorra a fertilização de forma espontânea. 2° técnica: ICSI (Intracitoplasmatic Sperm Injection): consiste  em que os melhores espermatozoides são selecionados e injetados no interior dos melhores óvulos. Isso facilita o processo de fertilização. Sendo a técnica mais utilizada hoje;
  • Transferência de embriões ao útero: feita entre 3 a 5 dias após a fertilização. É realizado através de um exame ginecológico rápido e indolor;
  • Teste de gravidez: após de 11 dias da transferência e posterior acompanhamento da gestação através de ultrassom a cada duas semanas.

Risco: pode haver um risco aumentado de gravidez múltipla e hiperestímulo ovariano, condição que pode levar à internação hospitalar e cuidados intensivos.

Contraindicação: é contraindicado para mulheres com em carcinoma ovariano, uterino ou mamário e tumores do hipotálamo ou da glândula pituitária.

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!