Efeito sanfona

Efeito sanfona é o ato de engordar e emagrecer repetidas vezes. É uma consequência do emagrecimento rápido, ocasionado por dietas, ou por programas de emagrecimento que incluem dieta e exercícios, mas que, após algum tempo, o peso anterior volta a ser recuperado e, em certos casos a pessoa ainda ganha mais peso. Quando você tira do seu corpo as calorias que ele precisa para ter energia, ele se acostuma com a mudança ao desacelerar seu metabolismo. Metabolismo é o método em que seu corpo queima os alimentos que você consome para criar energia. Seu metabolismo pode não voltar ao normal quando você volta ao seu estilo de vida normal. Um metabolismo mais lento quer dizer mais ganho de peso.

Causas: principais pelo efeito sanfona são os hormônios grelina e leptina fabricados no estômago e responsáveis pelo apetite e pela sensação de saciedade. Se a produção de ambas não estiver regulada, será difícil emagrecer com saúde.

  • Grelina: tem sua produção aumentada nos horários próximos às refeições, o que pode fazer com que se coma mais;
  • Leptina: preserva a memória do peso e, em alta, pode levar à recuperação dos quilos perdidos.

Dicas: se você deseja emagrecer e manter o peso ideal ao longo do tempo, precisa mudar as suas atitudes para evitar cair no efeito sanfona.

  • Fuja das dietas restritivas: dietas milagrosas, muito restritivas são as maiores causadoras do efeito sanfona, representam uma ameaça para o organismo, levando-o a reduzir o metabolismo e economizar energia;
  • Agende uma avaliação nutricional: faça uma dieta saudável, equilibrada, baseada em reeducação dos hábitos alimentares e focada nos seus objetivos individuais;
  • Evite o consumo de adoçantes: já foi comprovado pela ciência queaumentam a absorção de açúcar e favorecem o ganho de peso;
  • Medicamentos para emagrecer por conta própria: podem fazer você ficar anos e anos sofrendo com o efeito sanfona. O uso de medicamentos para emagrecer leva à desaceleração do metabolismo, provoca alterações hormonais e causa diversos outros efeitos colaterais. Só tome remédios para emagrecer receitado por um médico qualificado;
  • Tome bastante água durante o dia: o consumo deve ser bem distribuído ao longo do dia;
  • Não fique muito tempo sem comer: longos períodos de jejum podem levar à desaceleração do metabolismo, e como sabemos, isso favorece o acúmulo de gordura no corpo;
  • Faça exercícios físicos: são importantes para manter o metabolismo sempre ativo, faça pelo menos 3 vezes por semana;
  • Tenha paciência: o corpo necessita de ao menos 2 anos para “alterar a memória” das células de gordura, e entender que o seu organismo agora funciona com outro perfil de peso.

Vamos encarar os fatos: seu cérebro se acostumou a determinados hábitos e a um nível de peso, por um bom tempo. E ele vai lutar contra o seu novo “estado atual”, com todas as forças. É ingenuidade achar que logo após a dieta, você pode simplesmente relaxar e curtir o seu novo corpo. Precisará ficar vigilante, e por um bom tempo. Dá trabalho, mas os efeitos benéficos compensam e muito.

 

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!