Terror noturno

É um distúrbio do sono caracterizado por episódios de pânico no decorrer da noite. É a criança com dificuldades para dormir tranquilamente a partir dos 5 a 20 primeiros minutos de sono, período no qual o sono ainda não atingiu o seu estado profundo, ou seja, ainda não atingiu o período dos sonhos. A criança se comporta como se estivesse em perigo, com gritos, coração acelerado e  feição aterrorizadora. Neste momento parece ver ou sentir algo amedrontador. Os casos de terror noturno deve ser acompanhados clinicamente caso ocorram mais de um episódio por noite ou aconteçam diariamente.

Causas: podem ser fisiológicas, mais ainda não foi elucidada. Existem hipóteses que sugerem que a imaturidade do sistema nervoso central possa ser a causa deste problema. Outras teorias sugerem que este distúrbio esteja relacionado com alterações em determinadas fases do sono. Sabe-se que o ambiente social, familiar e escolar podem influenciar positivamente ou negativamente nos sintomas que a criança apresenta.

Sintomas:

  • Sentar-se na cama;
  • Gritar;
  • Ter uma expressão facial de medo intenso;
  • Chutar ou se debater;
  • Apresentar sudorese;
  • Ser difícil para acordar e, se acordar, ficar confusa;
  • Apresentar uma respiração anormal e batimento cardíaco acelerado;
  • Chorar inconsolavelmente;
  • Ficar com os olhos bem abertos e olhar fixo;
  • Levantar da cama e correr dentro ou ao redor da casa;
  • Suor excessivo;
  • Taquicardia;
  • Medo;
  • Dilatação da menina dos olhos;
  • Agitação;
  • Sonambulismo;
  • Desespero.

Tratamento:

  • Banho relaxante;
  • Faça carinho antes de dormir;
  • Estabeleça uma rotina, uma sequência de atividades, como jantar, banho e sono;
  • Para os bebês mais agitados, a melhor dica é uma massagem de 15 minutos antes de dormir.
  • Dormir durante o dia não prejudica o sono durante a noite. Até os dois anos o sono de dia é fundamental para o seu descanso físico e mental;
  • Ler historinha toda noite pode ser uma opção;
  • Colocar uma música relaxante, com volume baixo;
  • O silêncio não é amigo das crianças na hora de dormir, ruídos como o barulho do ventilador são agradáveis e ajudam a amenizar outros sons da casa que poderiam despertar seu filho.

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!