Misofonia

A origem da palavra vem do grego que significa Miso: exprime a noção de ódio ou aversão. Fonia: exprime a noção de som. A misofonia, significa “Ódio ao Som”, um distúrbio neurológico da sensibilidade auditiva contra sons fortes ou fracos. É raramente diagnosticada. Segundo Academic Medical Center (AMC) de Amsterdã, os afetados sentem nojo e frustração quando ouvem certos sons da mastigação e da respiração ofegante. Pouco se sabe sobre a localização anatômica da anormalidade fisiológica que provocam os sintomas, mas atacam as estruturas do sistema nervoso central. A pessoa que sofre com essa doença facilmente é dispensada de seu círculo de amigos, pois ela passa a aparentar alguém irritante e antissocial, mas na verdade a pessoa está sofrendo de uma síndrome, que infelizmente ainda não é muito popular. Essa síndrome auditiva tem 11 níveis, e quanto mais alto o nível, menor a tolerância.

Sintomas: só aparecem no final da infância, apesar de que podem aparecer em qualquer idade. Os sintomas é uma reação totalmente irracional e precisa de tratamento.

  • Irritabilidade;
  • Raiva;
  • Medo;
  • Agitação;
  • Desejo de fugir;
  • Agressividade;
  • Pânico.

Tratamento: não tem cura, mas os tratamentos poderão te dar uma melhor convivência social. Dois tratamentos que costumam ser indicados são a Terapia Cognitiva-Condicional ou a Terapia de Retreinamento de Tinnitus (Retreinamento do Zumbido), onde o paciente usa aparelhos geradores de ruído. Com o tempo e o sucesso do tratamento, a pessoa passa a prestar cada vez menos atenção aos demais barulhos devido ao ruído gerado pelos aparelhos.

Se você tem algum desses sintomas não perca tempo, procure um médico, faça os exames necessários e se der positivo siga a risca os tratamentos e as terapias.

 Misofonia 1

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!