Enxaqueca

 É um transtorno neurológico caracterizado por dores de cabeça   recorrentes, de moderadas a graves, muitas vezes associadas a diversos sintomas do sistema autônomo. A dor de cabeça afeta geralmente apenas um dos lados, é de natureza pulsátil e dura entre 2 e 72 horas.

Tipos:

  • Enxaqueca sem aura: sem presença de aura mas com os sintomas;
  • Enxaqueca com aura: é uma perturbação da percepção sensorial, na maioria das vezes uma perturbação visual que pode ocorrer antes do início de uma enxaqueca;
  • Enxaqueca crônica: é uma forte dor de cabeça, com crises que duram de 3 a 72 horas durante 15 dias ou mais;
  • Enxaqueca menstrual: são consideradas aquelas com crises de enxaqueca que aumentam sua frequência durante o período menstrual;
  • Enxaqueca cíclica: dura de uma a seis semanas de cada vez, vacilante na gravidade;
  • Enxaqueca na infância: Estima-se que 4 a 8% das crianças tenham enxaqueca. Muitas começam aos cinco anos de idade e há pais que asseguram que, mesmo antes, seus filhos já se queixavam de dor de cabeça.

Crises de enxaqueca:

  • Dor pulsátil ou latejante (podendo ser em pressão ou aperto) nas regiões da fronte e têmpora;
  • Intensidade é moderada a severa;
  • Incapacita a pessoa para as suas atividades normais;
  • Se inicia leve e progressiva;
  • Piora com esforços ou atividades físicas;
  • Duram em média de 3 a 72 horas quando não são tratadas, geralmente terminando de forma gradual.

Causas: diversas são as causas da enxaqueca, normalmente a enxaqueca é multifatorial com aspectos genéticos, hormonais na mulher, comportamentais e ambientais. A maioria dos pesquisadores acha que enxaqueca é decorrente de alterações anormais nos níveis de substâncias que são produzidas naturalmente no cérebro. Quando os níveis dessas substâncias aumentam, elas podem causam inflamação, a qual faz com que os vasos sanguíneos no cérebro inchem e pressionem nervos próximos causando dor.

  • Dormir mal, demorar para pegar no sono, acordar no meio da noite, roncar e ter sonolência de dia, ir dormir e acordar muito tarde são todos possíveis desencadeantes de dor de cabeça;
  • Irritação e alterações do humor aparece normalmente junto com uma crise de enxaqueca;
  • Mais frequentemente a enxaqueca afetar pessoas entre 15 e 55 anos de idade;
  • TPM (tensão pré-menstrual) carrega consigo crises de cefaleia;
  • Longo tempo sem comer pode gerar uma queda na taxa de açúcar do sangue e provocar a produção de substâncias que causam dor;
  • A maioria das pessoas tem histórico familiar de enxaqueca ou dor de cabeça forte;
  • Preocupações excessivas, ansiedade, tensão, estresse;
  • Excesso de cafeína são provocadores de enxaqueca;
  • O uso de analgésicos pode vir a tornar crônica, piora a enxaqueca, tornando-a mais resistente e mais frequente;
  • Alimentos como chocolate, frutas cítricas, alimentos muito gelados, nozes, alimentos gordurosos, condimentados, ricos em glutamato monossódico, podem agravar as enxaquecas;

Sintomas:

  • Crise de cefaleia durando de quatro a 72 horas, unilateral e pulsátil;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Bocejos;
  • Irritabilidade;
  • Sensibilidade à luz;
  • Sensibilidade ao som;
  • Sensibilidade ao movimento do corpo ou do ambiente;
  • Tontura;
  • Fadiga;
  • Mudanças de apetite;
  • Problemas de concentração, dificuldade para encontrar as palavras.

Tratamento: o tratamento medicamentoso ou farmacológico da enxaqueca em geral é dividido em dois tipos: agudo: para aliviar ou interromper a crise de dor de cabeça e preventivo: para evitar o aparecimento das cefaleias. As terapias físicas incluem a fisioterapia com suas diversas técnicas: termoterapia, digitopressão, laserterapia, postura, relaxamento muscular. Outras formas de tratamento sem remédio que atuam fisicamente são os exercícios físicos e a acupuntura.

Prevenção:

  • Dormir pelo menos 8 horas por noite;
  • Ter uma alimentação saudável;
  • Fazer exercícios físicos;
  • Evitar o consumo de alimentos desencadeantes da enxaqueca, como vinho tinto e outras bebidas alcoólicas, chocolate, queijo, embutidos e alimentos ricos em glutamato de sódio e nitritos;
  • Levantar da cama na mesma hora todos os dias.

Enxaqueca 1

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!