Fascite plantar

É um distúrbio doloroso comum que afeta o calcanhar e a planta do pé. Trata-se de uma inflamação de um tecido chamado fáscia plantar, localizado na sola do pé e que liga o osso que forma o calcanhar aos dedos.

A fascite pode ser confundida com esporão de calcâneo, pois a fáscia se estende pela mesma região do calcanhar e, após longos períodos de sobrecarga, pode causar o esporão. Mas não são a mesma coisa.

A fascite plantar surge após repetitivos estresses na região da planta dos pés, causados normalmente por tensão e esgarçamento da fáscia plantar, que levam a micro traumas e consequentemente, inflamação da área lesionada. A fascite plantar ocorre na maioria das vezes em pessoas entre 40 e 60 anos, que ao longo de sua vida tiveram atividades ou problemas que provocaram repetido estresse sobre a fáscia plantar, como por exemplo:

  • Obesidade;
  • Pé chato;
  • Pé cavo;
  • Trabalhar muito tempo em pé;
  • Uso excessivo de salto alto;
  • Uso de sapatos apertados, largos ou velhos;
  • Pisar com o pé torto.

Sintomas mais comuns são:

  • Dor aguda no interior da parte inferior do calcanhar, como uma faca enfiada na sola do seu pé;
  • Dor no calcanhar após longos períodos de pé;
  • Leve inchaço no calcanhar.

Tratamento:

Não farmacológico:

  • Repouso;
  • Evitar atividades que agravam a dor;
  • Usar calçado adequado e palmilhas, preferência tênis com amortecedor no calcanhar;
  • Evitar andar descalço em superfícies rígidas.

Fisioterapia:

  • Aquecimento da fáscia plantar antes dos primeiros passos do dia com massagem de fricção horizontal;
  • Alongamento da fáscia plantar.

Orteses:

  • Talas nortunas;
  • Tornozeleiras para uso durante o dia.

Farmacológico:

  • Antiinflamatório;
  • Infiltração.

Cirúrgico:

  • Fasciotomia plantar parcial: utilizado somente em caso do tratamento conservador falhar.

 

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!