Disfagia X Dislalia

Disfagia: é a  dificuldade para engolir alimentos, líquidos ou saliva em qualquer etapa do trajeto da boca ao estômago,  podendo acarretar déficits nutricionais e de hidratação ao indivíduo, bem como comprometimento de seu estado pulmonar, podendo culminar em pneumonias aspirativas.

Pode ser dividida em dois tipos principais:

  • Orofaríngea: também é conhecida como disfagia alta e isso acontece devido à sua localização. Apresentam dificuldades em iniciar a deglutição e, geralmente, identificam a área cervical como a mais problemática.  Caracteriza-se pela alteração das fases oral e faríngea da deglutição e estas são causadas por doenças neurológicas. A causa mais comum é o AVC;
  • Esofágica: também pode ser denominada de disfagia baixa, pois refere-se a uma localização no esôfago distal. Ela é mais frequente devido a uma obstrução mecânica. À medida que o corpo envelhece, as pessoas devem ter muito cuidado com os seus hábitos alimentares para não sofrerem deste tipo de disfagia.

Causas:

  • Doenças neurológicas, por lesões encefálicas que afetam a atividade muscular;
  • Doenças degenerativas, por perda progressiva da função muscular;
  • Câncer de cabeça e pescoço, por alterações mecânicas estruturais que afetam o transporte do alimento;
  • Senilidade (idoso), em virtude da fraqueza muscular e de fatores inerentes ao próprio envelhecimento.

Sintomas:

  • Dificuldade em iniciar a deglutição;
  • Excesso de saliva;
  • Dificuldade de mastigação;
  • Fala anasalada;
  • Ausência de resposta para o alimento na boca;
  • Sensação de bolo na garganta;
  • Atraso para iniciar a deglutição;
  • Regurgitação nasal ou oral;
  • Escape de alimentos e/ou saliva pela boca;
  • Pigarros, tosse e/ou engasgos durante as refeições;
  • Desidratação;
  • Perder peso de uma forma abrupta
  • Aumento de secreção nos brônquios e pneumonia;
  • Pneumonias de repetição

Tratamento: baseia-se nas intervenções na causa base da disfagia que, frequentemente, é representada pelo tratamento das doenças associadas.

  • Medicações para diminuição ou aumento da saliva;
  • Terapia fonoaudiologia;
  • Mudanças nos hábitos alimentares e nutricionais.

É importante ressaltar que o paciente disfágico deve ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos geriatras, gastroenterologistas, otorrinos, fonoterapeutas, fisioterapeutas, enfermeiros e nutricionistas.

Dislalia: é um distúrbio que acomete a fala, caracterizado pela dificuldade em articular as palavras. A pessoa portadora de dislalia, troca as palavras por outras similares na pronuncia, fala erroneamente as palavras, omitindo ou trocando as letras. Resumidamente, as manifestações clínicas da dislalia consistem em omissão, substituição ou deformação dos fonemas. É um distúrbio da fala, caracterizado pela dificuldade em articular as palavras. Basicamente consiste na má pronúncia das palavras, seja omitindo ou acrescentando fonemas, trocando um fonema por outro ou ainda distorcendo-os ordenadamente.

Tipos de dislalia:

  • Evolutiva: considerada como normal até por volta dos quatro anos de idade e geralmente se corrige por si mesma;
  • Funcional: em que ocorre a substituição ou eliminação das letras durante a fala;
  • Audiógena: ocorre em pessoas com deficiência auditiva;
  • Orgânica: decorrente de alterações físicas ou cerebrais.

Causas:

  • Alteração ou má formação do órgão fonador ou auditivo;
  • Distúrbios do sistema nervoso central;
  • Hereditariedade;
  • Troca dentária;
  • Freio bucal curto, consequências do uso prolongado de chupeta;
  • História de infecção congênita na família;
  • Uso de drogas pela mãe;
  • Falta de oxigênio no cérebro na hora do parto;
  • Imitação dos erros ou cacoetes de pessoas próximas;
  • Alterações emocionais;
  • Síndromes como a de Down, de Williams e a distrofia muscular progressiva de Duchene;
  • Deficiência auditiva;

Tratamento: é feita com o auxilia de um fonoaudiólogo e varia de acordo com a necessidade.

 

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!