Abdominoplastia

É uma cirurgia estética muito recorrente entre pessoas que desejam livrar-se do excesso de pele ou gordura localizada. O procedimento apresenta também outras funcionalidades: recuperação da firmeza dos músculos da região abdominal e retirada de estrias abaixo do umbigo. O paciente deve apresentar peso adequado para realizar o procedimento

Indicação: quando existem de modo isolado ou associado, condições deformantes da parede abdominal.

  • Flacidez cutânea em todo o abdome;
  • Obesidade seguida de emagrecimento;
  • Gestações sequenciais;
  • Cicatrizes patológicas;
  • Distensão progressiva da pele com a presença de estria;
  • Sequelas de abdominoplastias anteriores.

Contraindicação:

  • Absolutas: quando os riscos da cirurgia são mais altos do que os benefícios e o procedimento só pode ser realizado quando houver uma correção ou compensação completa do problema;
  • Relativas:quando há fatores que aumentam o risco de insucesso da cirurgia ou problemas a saúde do paciente decorrente do procedimento;
  • Doenças sistêmicas graves: doenças cardiocirculatórias, doenças pulmonares, doenças/distúrbios autoimunes, distúrbios do colágeno;
  • Pacientes descompensadas: diabete descompensada, hipertensão arterial, obesidade, tabagismo;
  • Idade: adolescentes interessados em modificar algo no corpo, antes mesmo de todas as mudanças naturais, e avanço da idade.

Nesse procedimento, a cicatriz fica na região logo acima do púbis, embora seja grande é discreta, pois pode ser coberta pelo biquíni. Ao redor do umbigo também há uma cicatriz, porém, imperceptível.

Preparo:

  • Nos dias anteriores à cirurgia devem ser realizados todos os exames laboratoriais prescritos pelo médico;
  • Deve ser suspenso o uso de medicamentos anticoagulantes: ácido acetilsalicílico, e cigarro e bebidas alcoólicas;
  • Uso de remédios é fundamental informar ao médico, todos os medicamentos estão sendo usados e ao longo de quanto tempo;
  • Deve ser realizado jejum absoluto de sólidos e líquidos nas oito horas que antecedem o procedimento.

Recuperação total: demora em média 2 meses e requer alguns cuidados, principalmente com a postura, sendo fundamental não fazer esforços durante esse período e usar uma faixa abdominal. É comum surgir dor no abdômen e hematomas principalmente nas primeiras 48 horas, diminuindo com o passar das semanas.

Dicas:

  • É importante que você reflita sobre os possíveis efeitos colaterais e sobre as possíveis reações;
  • Mantenha-se em repouso durante o período de recuperação, para que não ocorra prejuízos à sua saúde;
  • Pratique exercícios físicos para que os resultados fiquem mais evidentes;
  • Faça dietas equilibradas, para que seu corpo se mantenha nutrido e tonificado;
  • Evite fumar 20 dias antes e após a abdominoplastia;
  • Faça sessões de lipoaspiração para auxiliar na conquista dos objetivos.

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!