Cuidado com a rouquidão

Quem nunca ficou rouco, seja por causa de uma gripe ou depois de uma noite agitada de muita cantoria com os amigos. Pontualmente, como nos casos citados, não há motivos para se preocupar com a falha da voz, mas quando a rouquidão é um sintoma recorrente, é preciso investigar as razões que estão por trás do problema. Isso porque a alteração pode estar relacionada a diversas causas, incluindo desde inflamações ou infecções das pregas vocais por micro-organismos, edema (inchaço, muito frequente naqueles que fumam) e refluxo faringo-esofágico, quando o ácido produzido no estômago sobe e reflui para a laringe, até diagnósticos mais graves, como lesão na estrutura (nódulo, cisto, pólipo, varizes, câncer) e paralisia (ausência de movimento da prega vocal).

A médica otorrinolaringologista, otoneurologista Jeanne Oiticica, explica que mesmo quem sempre teve a voz mais rouca deve pesquisar a causa. “A rouquidão pode ser o primeiro sintoma de um câncer de laringe, por exemplo. Por isso, em caso de rouquidão persistente e que não responde ao tratamento clínico após 15 dias, deve-se sempre procurar o otorrinolaringologista para fazer um exame detalhado das pregas vocais”, alerta a especialista.

Entre os brasileiros, cânceres, nódulos, pólipos, granulomas, refluxo, paralisia, cistos de pregas vocais, além do uso abusivo de álcool e tabaco, aparecem como as causas mais frequentes do problema. Já na parte das lesões, elas podem acontecer por esforço repetitivo, como usar a voz no seu extremo frequentemente; por refluxo faringo-laríngeo; mau uso vocal (impostação incorreta da voz), lesões na glândula tireóide, pois as glândulas podem comprimir o nervo recorrente laríngeo, responsável pela inervação das pregas vocais; varizes que são lesões em vasos que irrigam as pregas vocais e que ocorrem por esforço vocal abrupto, entre outros.

Crianças podem ter rouquidão também?

“Sim. Crianças também podem ter rouquidão, em especial aquelas que gritam muito. O ato de gritar, quando ocorre de forma excessiva e recorrente, traumatiza as pregas vocais e pode gerar nódulos (calos ou espessamento do epitélio da prega vocal). Outra possibilidade são crianças que já nascem com algum defeito nas pregas vocais, como, por exemplo, sulco, que é uma retração na mucosa da prega vocal, que acaba interferindo no bom funcionamento das mesmas”, explica Jeanne.

Se o problema não for tratado, existe a chance de a pessoa ficar rouca para o resto da vida?

Sim. De acordo com a otorrinolaringologista, em especial em casos de fibrose e cicatrizes nas pregas vocais que dificultem a vibração da mucosa das mesmas. “Isso pode ocorrer nos sulcos vocais, no câncer de laringe, entre outros. Também em situações de paralisia de prega vocal, caso a correção cirúrgica não seja realizada”, pontua.

Evite o mal

  • Consuma bastante água;
  • Não grite;
  • Fale pausadamente, coordenando adequadamente a respiração;
  • Evite falar sussurrando, pois exige um grande esforço e é muito prejudicial à voz;
  • Evite bebidas gasosas;
  • Não fume;
  • Coma maça diariamente, pois suas propriedades adstringentes contribuem para fazer a “limpeza” das pregas vocais;
  • Mantenha o ar-condicionado limpo e livre de ácaros;
  • Evite também o uso abusivo dos aquecedores: o aparelho compromete a respiração e resseca as vias respiratórias e, assim, é preciso fazer um esforço mito maior com as pregas vocais para produzir o mesmo som que seria emitido sem tanta dificuldade em um ambiente livre de aquecedor.

Maça a fruta que trabalha contra a rouquidão

A maça atua como adstringente, desengordurante, detergente, remove as impurezas das pregas vocais, torna a saliva mais fluida, elimina as secreções mucosas que grudam e ficam retidas dificultando a fonação. Ao comer maça, a vibração das pregas vocais torna-se mais fácil, pois favorece a articulação das palavras e potencializa a ressonância da voz.

 

 

Fonte: Revista de Guarulhos – RG

 

Add Comment

Olá,

Deixe seu e-mail para receber as melhores informações sobre alimentação, comportamento e saúde.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso!